Como fazer uma Análise Financeira eficiente da Empresa através das Demonstrações Contábeis? 

Avaliar o desempenho financeiro das organizações pode parecer simples à primeira vista, mas nem sempre é assim na prática.  

Para conseguir efetuar uma análise consistente em empresas de pequeno, médio ou grande porte, primeiramente é necessário ter métodos para análise. Existem alguns métodos amplamente conhecidos como a Análise Vertical e Horizontal e outros igualmente eficazes, porém mais específicos, como a Análise de Índices. 

Mas afinal, o que queremos saber? Se a empresa realmente é rentável, se consegue pagar suas contas de curto prazo no caso de uma emergência, ou se está muito endividada?  

Todas essas perguntas serão respondidas nesse artigo. Para exemplificar nossa análise, dispomos dos dados das Demonstrações Contábeis da Grendene SA, empresa de capital aberto na B3. Analisaremos os resultados divulgados do terceiro trimestre de 2020 e de 2021 respectivamente. 

Balanço Patrimonial 

Uma das demonstrações mais conhecidas pelo público geral é o Balanço Patrimonial. Ele é dividido em dois grupos, que são: Ativo (bens e direitos) e Passivo (deveres e obrigações). Eles possuem as subclassificações de Circulante e Não Circulante, para designar as contas de curto e longo prazo, respectivamente. Além disso, dentro do Passivo, há o Patrimônio Líquido, o qual representa o patrimônio dos acionistas. 

Figura 1 – Ativo do Balanço Patrimonial da Grendene S.A, apresentando dados dos terceiros trimestres de 2020 e 2021. Fonte: Relações com Investidores Grendene S/A, adaptado pela autora (2022) .

Figura 2 – Passivo do Balanço Patrimonial da Grendene S.A, apresentando dados dos terceiros trimestres de 2020 e 2021. 

Fonte: Relações com Investidores Grendene S/A, adaptado pela autora (2022) 

Demonstração do Resultado do Exercício 

A Demonstração do Resultado do Exercício, mais conhecida como “DRE”, demonstra as Receitas e Despesas de um determinado período e tem como finalidade apurar o lucro ou prejuízo de um determinado período.  

Figura 3Demonstração do Resultado do Exercício da Grendene S.A, apresentando dados dos terceiros trimestres de 2020 e 2021. 

Fonte: Relações com Investidores Grendene S/A, adaptado pela autora (2022) 

Análise de Índices de Liquidez 

Os indicadores de liquidez visam medir a capacidade de pagamento (folga financeira) de uma empresa, ou seja, sua capacidade de cumprir corretamente as obrigações passivas assumidas. (ASSAF, 2012:112).  

Há quatro variações de índices de liquidez: Corrente, Seca, Geral e Imediata, conforme a Figura 4 abaixo, com os índices de liquidez da Grendene S/A dos terceiros trimestres de 2020 de e 2021:  

Figura 4 – Índices de Liquidez da Grendene S.A, apresentando dados dos terceiros trimestres de 2020 e 2021. 

Fonte: Relações com Investidores Grendene S/A, adaptado pela autora (2022) 

Ao analisar tais números, percebemos que do 3º trimestre de 2020 para o 3º trimestre de 2021, a capacidade de pagamento a curto prazo da Grendene S/A aumentou bastante, pois todos os tipos de índices de liquidez da companhia são superiores a 1, o que já significa que há folga para que ela honre com seus compromissos de curto prazo.

Percebemos também, que de um período para o outro, houve ainda uma melhora significativa nesses mesmos índices, inclusive no mais “rígido” deles: Índice de Liquidez Imediata; que considera apenas as Disponibilidades (Caixa e Aplicações de Resgate Imediato) para o pagamento de dívidas. No 3º Tri 2020 ele era 3,7 e no 3º Tri 2021 ele aumentou para 5,7.  

Análise de Índices de Endividamento 

Segundo Assaf (2012), os Índices de Endividamento são as métricas que verificam a composição da fonte de recursos da empresa, se capital próprio ou de terceiros, além do grau de comprometimento desse capital perante seus credores. Na Figura 5, seguem os principais Índices de Endividamento. 

Figura 5 – Índices de Endividamento da Grendene S.A, apresentando dados dos terceiros trimestres de 2020 e 2021. 

Fonte: Relações com Investidores Grendene S/A, adaptado pela autora (2022) 

Nos Índices de Endividamento, isoladamente, a Grendene S/A também demonstrou ter resultados positivos, se compararmos os terceiros trimestres de 2020 e 2021. Por exemplo: Diminuiu em 12,8% o Grau de Imobilização do seu Ativo, proporcionando maior liquidez a companhia, conforme constatamos anteriormente.  

Porém, é importante salientar que nem sempre o alto endividamento de uma empresa é ruim. Isso pode fazer parte de uma Estratégia de Alavancagem de um novo projeto, em que se espera um resultado positivo que agregará valor a companhia no futuro.

Portanto, também pode ser interessante avaliar junto aos índices de endividamento, a estratégia da operação como um todo; o que pode vir descrito nas Notas Explicativas ou Relatórios de Diretoria com menor ou maior grau de detalhes, a variar do grau de transparência da empresa analisada.  

Análise de Índices de Rentabilidade 

Assaf (2012), afirma que os Indicadores de Rentabilidade visam avaliar os resultados obtidos pela empresa, em relação a determinados parâmetros que revelem suas dimensões.  

Isso significa, em termos práticos, que os índices de rentabilidade podem trazer uma interpretação mais crítica do resultado da empresa, vez que consideram vários outros fatores (e não só o Lucro Líquido), vez que este pode estar aquém do potencial econômico e financeiro da organização. 

Figura 6 – Índices de Rentabilidade da Grendene S.A, apresentando dados dos terceiros trimestres de 2020 e 2021. 

Fonte: Relações com Investidores Grendene S/A, adaptado pela autora (2022) 

Quando analisamos os Índices de Rentabilidade da Grendene S/A nos terceiros trimestres de 2020 e 2021, percebemos que o Retorno sobre o Patrimônio Líquido (ROE), ou seja, o retorno para o acionista, quase dobra. Isoladamente, esse resultado faz aquele investidor com foco único na rentabilidade, “brilhar os olhos”. Mas conforme instrui a ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) em uma de suas diretrizes: “rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura”.  

Sendo assim, daqui para frente, sempre que for analisar o desempenho de uma empresa, seja a sua própria, a de um terceiro, ou mesmo alguma empresa que você está pensando em investir na Bolsa de Valores, tenha sempre em mente que as informações das Demonstrações Contábeis podem e devem ser refinadas, a fim de se obter maior direcionamento, certo? 

A Alianzo conta com um time de consultores especializados, para te auxiliar em análises de desempenho empresarial mais aprofundadas, que abrangem outras esferas além da contábil.  

Quer saber mais? Entre em contato com a gente. Será um prazer tirar suas dúvidas! 

Descubra agora

como está o nível da entrega da sua contabilidade!

Sua empresa

é obrigada a fazer auditoria?

Últimos posts:

Cultura

Alianzo Inaugura Escritório em Houston, Texas – EUA e assume novos desafios internacionais

Cultura

Alianzo expande sua presença nacional e inaugura sede em Cuiabá – MT  

Tributos

Reforma tributária 2023: o que é, qual é o cenário atual e o que muda? 

Cultura

Alianzo garante presença no ranking Great Place to Work pelo 4º ano consecutivo enquanto se destaca entre as 10 melhores empresas do Centro-Oeste 

Tributos

Governo Federal poderá cobrar IRPJ e CSLL sobre benefícios fiscais de ICMS concedidos pelos Estados de acordo com decisão do STJ.

Estruturação Societária

Governo de São Paulo mantém imposto sobre heranças e doações (ITCMD)